Ubuntu  é o termo Zulu que significa “Humanidade”. Por vezes traduzido como “eu sou porque nós somos” ou “eu sou porque tu és”, refere-se à nossa “humanidade para com os outros”, à união. A base das experiências humanas é a partilha.

A singularidade africana é celebrada através da diversidade do seu povo e serve este corpo de trabalho como um vislumbre das peculiaridades que são, em última análise, reconhecíveis em todas as culturas. Somos mais parecidos do que diferentes. Esta exposição ousada e contemporânea é composta por peças que são um híbrido de elementos figurativos e abstratos.

 

 

 

Como artista, a abordagem de Toni Bico é a de descoberta e exploração dos materiais. A partir de uma figura, a obra é desconstruída para se tornar mais abstrata. O efeito é despojar a representação e realçar a essência ou sentimento inerente à pintura. Linha, cor e demais elementos formais assumem importância no vivenciar da obra. Temas e a técnica pictórica misturam-se em formas mais abstratas, e à medida que a forma vai  dissolvendo em segundo plano, tornando-se menos finita e estratificada, ela acaba por ser mais representativa das experiências humanas e da sua universalidade. .